Idioma:

Nota de Imprensa - 04


Download PDF

O desporto outdoor é protagonista na estratégia europeia de desenvolvimento económico, ambiental e social

#BeActive, Be Healthy, Be Outdoors e Blue Growth foram os temas centrais das conferências, de hoje, no Outdoor Sports Euro’Meet, em Viana do Castelo, onde voltou a ser atribuído um papel estratégico ao desporto outdoor.
Para Ronaldo Gabriel, orador principal do tema #BeActive, Be Healthy, Be Outdoors e professor na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, “os desportos outdoor desempenham o papel mais importante nos serviços de saúde do ecossistema, pois, como mediadores, contribuem para o aumento do bem-estar e da saúde das pessoas e, em simultâneo, para a diminuição da pegada de carbono”. 
Explicou também que “é essencial para a nossa saúde usufruir do meio natural, seja em zonas urbanas ou rurais”, pois “há doenças que surgem por não estarmos no meio natural”. A receita apontada pelos estudos científicos é: “biodiversidade e diversidade”, uma vez que “tudo o que é rotineiro não é bom”.
No âmbito deste tema, também tiveram lugar quatro outras apresentações, que foram exemplos práticos da aplicação da abordagem apresentada por Ronaldo Gabriel: “Nat’Mouv melhora os benefícios da saúde dos desportos de natureza”, a cargo de Fabien Dubocage, da Nat'Connect; “Construa cidades e áreas para o estilo de vida desportos outdoor”, na qual o Município dinamarquês de Silkeborg foi apresentado como a capital outdoor da Dinamarca; “Estabelecendo a base para a profissionalização do ciclismo de montanha na Alemanha e na Europa”, por Tilman Sobek, da Mountain Bike Tourism Forum; “Desenvolvimento do desporto de natureza”, por Ricardo Melo, do Instituto Politécnico de Coimbra, que aponta para um futuro do desporto outdoor mais organizado, sustentável e mais abrangente em termos de beneficiários. 
Eric Banel, diretor-geral da Administração Marítima Francesa para o South of the Atlantic Ocean e orador principal do tema Blue Growth, partindo do caso da Nova Aquitânia, em França, explicou o potencial do crescimento azul, no qual os desportos outdoor desempenham um importante papel, no que respeita a empregos diretos e indiretos, valor e sustentabilidade. 
Também defendeu que o mar “deve ser visto por todos como um ecossistema e como um local de atividade marítima” e que “deve haver uma visão estratégica para o espaço marítimo”. 
Incluídas no tema Blue Growth, também aconteceram quatro apresentações exemplificativas da relevância da economia azul e também dos desportos outdoor: “Blueways”, por Cormac MacDonnell, da Sport Ireland; “LEME - barómetro PwC da economia do mar”, por Miguel Marques, da PricewaterhouseCoopers; “Profissionalização do setor de mergulho na Martinica”, a cargo de Veronique Flamand, do Governo da Martinica; “Watersports Enhanced Together (Get WET), por Eduard Ingles, do Instituto Nacional de Educação Física da Catalunha; e “Náutica nas Escolas”, por Vítor Lemos, vice-presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo (CMVC). 
As 16 experiências outdoor, algumas inclusivas, que integraram este evento, e que pretendiam mostrar a oferta de recursos, os desportos outdoor, a região e ainda reforçar o networking entre os participantes, foram um êxito, registando uma adesão massificada e feedbacks muito positivos. 
O 5º Outdoor Sports Euro´Meet é organizado pela CMVC, pela European Network of Outdoor Sports, pelo Instituto Português do Desporto e Juventude, pela Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal, pela Escola Superior de Desporto e Lazer e pelo Surf Clube de Viana.

E-mail: press@euromeetviana2019.eu
Fotografias: Juliana Calheiros